Categorias

Últimos posts

Hoje estou um tanto romântica e com a libido a todo vapor ahaha estou lendo a trilogia da Série Crossfire da autora Sylvia Day – semelhante a trilogia à La Christian Gray (que sou fã de cartirinha 😁rsrs) chamada 50 Tons de Cinza – mas ainda estou no segundo volume e assim que eu terminar farei resenha de toda a série por aqui e sem querer fazer apologia das referidas obras mas já as usando como inspiração, compartilho com vocês um texto que eu acho liindo de viver, que é a crônica do Veríssimo sobre AMOR e SEXO, para mim os dois – Amor e Sexo – são extremamente RECOMENDÁVEIS para a boa saúde da mente e do corpo. 
Dar é dar
 Fazer amor é lindo, é sublime, é encantador, é esplêndido.
 Mas dar é bom pra cacete.
 Dar é aquela coisa que alguém te puxa os cabelos da nuca…
 Te chama de nomes que eu não escreveria…
 Não te vira com delicadeza…
 Não sente vergonha de ritmos animais.
 Dar é bom.
 Melhor do que dar, só dar por dar.
 Dar sem querer casar….
 Sem querer apresentar pra mãe…
 Sem querer dar o primeiro abraço no Ano Novo.
 Dar porque o cara te esquenta a coluna vertebral…
 Te amolece o gingado…
 Te molha o instinto.
 Dar porque a vida é estressante e dar relaxa.
 Dar porque se você não der para ele hoje, vai dar amanhã, ou depois de amanhã.
 Tem pessoas que você vai acabar dando, não tem jeito.
 Dar sem esperar ouvir promessas, sem esperar ouvir carinhos, sem esperar ouvir futuro.
 Dar é bom, na hora.
 Durante um mês.
 Para os mais desavisados, talvez anos.
 Mas dar é dar demais e ficar vazio.
 Dar é não ganhar.
 É não ganhar um eu te amo baixinho perdido no meio do escuro.
 É não ganhar uma mão no ombro quando o caos da cidade parece querer te abduzir.
 É não ter alguém pra querer casar, para apresentar pra mãe, pra dar o primeiro abraço de Ano Novo e para falar: “Que que cê acha amor?”.
 É não ter companhia garantida para viajar.
 É não ter para quem ligar quando recebe uma boa notícia.
 Dar é não querer dormir encaixadinho…
 É não ter alguém para ouvir seus dengos…
 Mas dar é inevitável, dê mesmo, dê sempre, dê muito.
 Mas dê mais ainda, muito mais do que qualquer coisa, uma chance ao amor.
 Esse sim é o maior tesão.
 Esse sim relaxa, cura o mau humor, ameniza todas as crises e faz você flutuar…
Texto de Luiz Fernando Veríssimo.

love

Experimente ser amado… 


É isso aê! Sexo com AMOR é muuito melhor… levei um bom tempo para casar, ou melhor, casei quando realmente era a hora certa e confesso sem melindres que amo ser casada, é ótimo ter um marido que é amigo, amante, companheiro e parceiro, mas se você ainda não encontrou a sua metade da laranja, não fica na neura, como diz o ditado: “Se não encontrou ainda a pessoa certa, vá se divertindo com as erradas” (acho que é mais ou menos assim 😂) de toda maneira, como dizia a minha vó, toda tampa tem a sua panela, mesmo que seja uma frigideira, é só dar uma chance ao amor e perceber que ninguém nesse mundo é perfeito, nem nós mesmas.
ameame
Um beijão para você e um desejo sincero de que o amor esteja sempre em tua vida.

0 comentários
Compartilhe com os amigos

Comente pelo Facebook!

Comente pelo Blog!

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *